Atividade de campo para coleta de alvos com câmera termográfica em sistema integrado no polo de grãos em Belterra

Para avaliar padrões de respostas em sistemas de produção, vem sendo utilizada a termografia infravermelho por auxiliar na identificação de condições térmicas relacionadas às características fisiológicas (animal) e ambientais (pastagem, solo e floresta). Por ser um método rápido e não invasivo, detecta a temperatura de superfícies e seus gradientes, formando imagens termográficas, a partir de radiação infravermelho (SYKES et al., 2012; MENEGASSI et al., 2015).

Assim, a termografia infravermelho também confirma seu potencial de uso integrando informações de TST para subsidiar na identificação de indicadores térmicos, principalmente em áreas antrópicas que adotem estratégias de uso conservacionista do solo nos sistemas de produção, no entorno de áreas legalmente protegidas na Amazônia.

REFERÊNCIAS: Leonardo Sousa dos Santos, Lucieta Guerreiro Martorano, Sarah Suely Alves Batalha, Altem Nascimento Pontes, Orleno Marques da Silva, Orlando dos Santos Watrin, Carlos Benedito Barreiros Gutierrez. Imagens orbitais e termografia infravermelho na avaliação da temperatura de superfície em diferentes usos e cobertura do solo na floresta nacional do Tapajós e seu entorno- PA. Revista Brasileira de Geografia Física v.09, n.04 (2016) 1234-1253.

Gersica Camargo Pilato; Lucieta Martorano Gurreiro; Lílian Kátia Ximenes Silva; Troy Patrick Beldini; Kedson Alessandri Lobo Neves. PADRÕES DE ALVOS EM SISTEMA PECUÁRIO EXTENSIVO DIAGNOSTICADOS POR TERMOGRAFIA INFRAVERMELHO NO OESTE DO PARÁ. Agroecossistemas, v. 10, n. 1, p. 55-72, 2018, ISSN online 2318-0188.