O equipamento integrador de Área Foliar permite estimar o índice de área foliar com boa precisão, permite, também, fazer medições da energia fotossintéticamente ativa (PAR) em copas de plantas, a partir de um sensor quântico de linha portátil. Além disso, é possível fazer a interceptação fracionada, ou seja, a fração da radiação solar que está sendo interceptada pelo dossel vegetal, bem como, é possível encontrar rapidamente níveis médios de PAR abaixo do dossel ou fazer transectos lineares da distribuição PAR de um dossel. É possível, também, deixar o equipamento monitorando automaticamente as variações de PAR em um único local. Os dados podem ser registrados para um PDA (Assistente Digital Pessoal) ou para um registrador de dados analógicos.

O equipamento possui várias partes como o PDA (Assistentes Pessoal Digital) (figura 3A), responsável pela leitura das medições realizadas pela sonda SunScan (figura 3B ), esta, possui 1 m de comprimento, sensível a luz e responsável por fazer leituras da energia fotossintéticamente ativaAs medições ocorreram em lavouras de soja localizadas na comunidade de lavras (GPS), na cidade de Santarém, região Oeste do Pará, no dia 17/02/2018. Na ocasião, foram testados em condições de campo o Integrador de Área Foliar e o SpectraPen (FIGURA 3). A sonda SunScan, conectada ao PDA, foi posicionada abaixo do dossel das plantas, próxima ao caule. 

As medições realizadas foram o IAF (Indice de área foliar), a Energia Fotossinteticamente Ativa (PAR), e o Ângulo Zenith.